Moda

TIE DYE – a moda que volta colorindo os armários em meio ao isolamento

Adriana Naccarato
Escrito por Adriana Naccarato

O isolamento social fez ressurgir uma antiga técnica de tingimento de roupas. Com mais tempo em casa, muita gente tem aderido ao tie dye e aproveitado para reciclar peças que estavam no fundo do armário

 

O tie dye é, provavelmente, uma das tendências de moda que mais aparece no feed do seu Instagram neste momento. Diante da realidade atual, em que muitos estão isolados em casa, essa alternativa de tingir tecidos com cores vibrantes para renovar o astral da peça tem conquistado muita gente.

A volta do mood clubber, sucesso nos anos 1990, fez o padrão manchado ressurgir no street style. De forma tímida, o tingimento artesanal figurou nas coleções de primavera/verão 2019 da Prada, Prabal Gurung e Stella McCartney, mas meses depois reafirmava sua força ao surgir em produções de estrelas como Beyoncé, Justin Bieber, Taylor Swift e Miley Cyrus.

Lavagens ácidas e tons brilhantes transformaram o tie-dye hippie. Hoje, a característica pode ser encontrada em jaquetas, saias, vestidos e até camisolas.

 

Pessoas predominantemente criativas, provavelmente, aderiram à tendência facilmente, mas não há regra. O tie dye pode ser inserido nos mais diversos estilos, uma vez que sua versatilidade permite levar mais cor a algumas peças ou menos a outras, e se encaixar em vários contextos.

Comments

comments

Sobre a autora

Adriana Naccarato

Adriana Naccarato

Apresentadora, consultora de moda, influencer, empresária! Essas são algumas das faces da Adriana Naccarato, formada em Jornalismo desenvolveu seu próprio método de comunicação e, de forma leve e bem humorada, trabalha as informações do mercado abordando temas de moda, tendências, lifestyle aproximando seu público com conteúdo e experiências vivenciadas no cotidiano social.

Deixe um comentário